logo-horizontal
Perspectiva apresenta vista aérea da área de intervenção do projeto. Podemos observar linhas fortes e retas que definem canteiros, ciclovias e áreas de lazer. As áreas verdes são predominantes, há diversas árvores espalhadas pelo parque. Seu entorno é composto por prédios altos e terrenos vazios. Sequência com seis perspectivas isométricas ilustrativas de áreas do parque. São apresentadas áreas com quadras, passeios, equipamentos e vegetação que seguem padrões comuns em parques urbanos. Perspectiva ilustrativa da praça vegetada do parque. Na imagem pessoas fazem piquenique, correm e passeiam por uma área gramada ampla, rodeada de árvores. À direita há uma ciclovia pintada de vermelho e no centro da imagem uma escultura de material espelhado, como metal ou vidro. Perspectiva ilustrativa da praça molhada do parque. Na imagem crianças se divertem em um chafariz de piso, outras pessoas passeiam e observam a paisagem. O sol está baixo e causa um ofuscamento que deixa a cena bonita. Perspectiva ilustrativa das quadras esportivas do parque. Na imagem pessoas se exercitam e circulam pelo calçadão em primeiro plano, enquanto outras praticam esportes nas quadras ao fundo. O dia está ensolarado e seus raios penetram pelas copas das árvores. Mapa de situação do parque, que mostra a área do parque destacado em rosa. O lago paranoá está ilustrado em azul e setas verdes indicam os eixos de dinamização entre o parque e a área do lago. A seta principal está no sentido leste-oeste e é cortada paralelamente por setas pontilhadas verde escuro, que representam os corredores ambientais.

Parque Central Sul e Águas Claras

O grande desafio deste projeto foi à busca pela integração entre os parques Central e Sul, que compõem a área designada entendendo-os como um espaço único. O principal objetivo, então, foi a criação de um único parque que ofereça lazer e entretenimento a toda a região, além de trazer bem estar e segurança aos moradores locais.
Surgiram três questões que nortearam o desenvolvimento da proposta: Quais as conexões possíveis com o entorno? Como promover relações internas que unifiquem o território, tão fragmentado? Como o parque se insere na vida cotidiana do espaço urbano? Para a solução destas questões, o partido principal adotado foi a criação de um trajeto principal que se conecta de maneiras diversas com as situações do entorno, que percorre todas as quadras que compõem a área e que cria setores que promovem o acolhimento da vida local.
A delimitação do caminho principal baseou-se no reconhecimento dos fluxos não motorizados, buscando facilitar a circulação dos transeuntes e criar um circuito com unidade, buscando-se oferecer uma transição harmoniosa entre as construções existentes e o meio vegetado, a partir da criação de espaços que denominamos bordas.
Todas estas premissas iniciais, fruto da análise da área proposta para projeto, buscando identificar suas potencialidades, somaram-se ao desejo de criar um equipamento público de qualidade, interessante, que estimule as relações interpessoais, transforme a paisagem local, hoje bastante inóspita e, ainda, traga bem estar e lazer aos moradores dos arredores.

+INFORMAÇÕES
Título : Parque Central e Sul de Águas Claras
Equipe +1 : Ana Maciel + Tiago Brito + Luis Milan
Parceiros : Maíra de Camargo Barros
Promoção: Terracap
Local : Brasília – DF
Data : 2015